Friendzone: a desculpa dos incompetentes

1
Mãe de Adolescente

Friendzone, na verdade, é a desculpa que dão quando não conseguem o que queriam: pegar a moça que não quer nada com ele.

O título é uma recomendação do @Pablo_Peixoto. Eu apenas concordei muito.

É bem simples! Pelo mesmo princípio que considero que essa mania de transformarem as mulheres em vítimas para tudo nos fazem deixar de aprender com os próprios erros, aceitar o óbvio, lidar com frustrações, aceitar nossas próprias incompetências (porque todos temos as nossas e negar isso é apenas ser mais incompetente ainda)!

A Friendzone nada mais é que a vitimização do homem. É arrumar um jeito de explicar fofamente e de forma que ele não precise encarar o fato de que foi incapaz de conquistar a mulher. É um jeito meigo de dizer: “Cara, se toca, ela não sente a menor atração por você!” ou “Ela tem mais tesão no ursinho de pelúcia dela do que em você, seu janjo!”.

friendzone

Afinal, assim como não acho que nenhum cara seja obrigado a querer mais do que uma fodinha com uma mulher, a não ser que ele sinta vontade de algo mais que uma mera fodinha, também não acho que nenhuma mulher é obrigada a querer mais do que amizade com um cara, a não ser que ela queira mais do que amizade.

Do jeito que algumas pessoas falam, parece até que é um crime a mulher achar o cara um fofo, super legal e curtir a cia dele como amigo e não querer transar com ele.

Daí eu pergunto: “O que eu deveria fazer, então? Dar pra ele mesmo sem vontade, só por caridade e para ele não ter que lidar com a frustrante realidade de que não me desperta tesão?”

Não é culpa minha. Não é culpa de mulher NENHUMA se existem caras que não nos despertam interesse!

E, não! O CARA NÃO MERECE UMA CHANCE!

Coloquei “frienzone” na busca do Twitter e, em meio a milhares de tweets, apareceu este que ilustra bem o tipo de cara que acha que temos que “dar uma chance”:

 

Caras, pelamor! Parem de viver achando que nós é que devemos “dar uma chance”, porque as chances são as mesmas para todos. Se você não se fez interessante, não apele pra essa de “a mulherada prefere os cafajestes”. Não. Nós preferimos os que nos dão tesão e se você não despertou isso na mulher que está afim, sinto muito, mas o incompetente foi você!

 

 

 

Tá aí! Então é isso. Todo cara que apela para o “Ela não me deu uma chance”, na verdade, espera que a mina faça uma caridade, ou seja? Realmente merece estar na situação que está. Então, melhor nem perder tempo com esses…

E é isso! Feliz friendzone aí, derrotado!

Romântica, mas de um jeito nada romântico. Escrever é como construir uma colcha de retalhos: vou juntando pedaços de histórias, sentimentos e pensamentos meus, seus, de outras pessoas. E a cada vez que você me lê, me cita e me compartilha, enche meu coração de alegria e mostra para alguém um pouco mais de você, de mim e, claro, dela mesma.

Amo escrever, mas amo mais ainda ser lida. ♥

Comentários

comentários

1 Comentário

  1. A vida não é só tesão, aquela expressão “quem ama o feio, bonito lhe parece” é sobre sentimentos alterarem sua percepção. Se há sentimento, pode haver vontade de fazer sexo e sentimento só surge com o tempo, não é como tesão, que bate e passa, por isso o cara pede “passe um tempo comigo me olhando diferente e veja se você tem sentimentos por mim”

    O cara na friendzone não quer só transar, ele desenvolveu sentimento pela pessoa, transar para ele é secundário. Conheço mulheres que fizeram o chamado “dar uma chance” e ficaram impressionadas que o cara que elas achavam inofensivo feito um ursinho as apresentou um novo nível de prazer no sexo (não é propaganda, foram palavras dela).

    Houve uma menina feminista que nunca me deu uma chance, agora adivinhe o tipo de cara que ela gosta? Os que puxam o cabelo dela na balada e beijam sem perguntar. Desculpa, não vou ser esse cara e não vejo por que você prefere esse cara, não está de acordo com o que você prega. “Mas é o cara que me dá tesão”. Isso não te faz hipócrita?

    Não é só porque o seu instinto te diz que é isso que você quer que aquilo é o melhor pra você. Mulheres constantemente estão reclamando de caras que as trataram mal, mas nunca fazem uma auto-crítica de que foram elas que escolheram esses caras.