Ilusão tem lado bom?

0

Geralmente a ilusão é vista como algo ruim, negativo. No entanto, pode ter seu lado bom, mas é importante que que saibamos até onde ele é bom e depois de quando torna-se um martírio.

Dê o Play nesta música, enquanto lê: https://play.spotify.com/track/2EGDo3bF1gbRvRqFxoKoV3

Esta é uma reflexão particular e sem muita pretensão de convencer alguém de algo que apenas resolvi compartilhar.

Na atual condição, a maioria de nós tende a ver apenas um dos lados de cada coisa, geralmente o lado pré-determinado pelo senso comum. No caso da ilusão, por exemplo, geralmente vejo seu lado ruim, negativo apenas. Minha ideia não é escondê-los, aliás, nem haveria motivos para isso, mas é a de mostrar o lado bom, positivo, a fim de mostrar que muitas vezes tivemos um saldo positivo no fim das contas, mesmo depois de uma ilusão.

Também não é incomum ver em filmes, novelas e até livros, que pessoas que vivem sob o véu da ilusão são geralmente pintadas como tolas, bobas e até infelizes, mas a verdade é que não é bem assim na vida real. Ao contrário, permitir-se uma certa ilusãozinha aqui e ali, muitas vezes é saudável, revitalizante, agradável, sim.

Pensando aqui com meus botões, percebi que por mais ilusória que seja uma situação, os sentimentos ainda não reais. Por mais que, por exemplo, uma pessoa nos iluda e engane para que acreditemos, em seu amor e dedicação e que esses sejam ilusórios, toda a satisfação, prazer, felicidade, amor que sentimos, é real. E nos faz bem, nos faz sentir bem. Em suma, as situações ilusórias nos proporcionam sentimentos tão reais quanto as situações “reais”.

Se pararmos para pensar no fato de que muitas das nossas vivências emocionais só são possíveis graças a certas ilusões, temos também é que agradecer a estas ilusões por existirem. Caso contrário, muitas coisas jamais chegaríamos a sentir ou viver se só ficamos esperando coisas reais acontecerem.

No fim das contas, muitas das pessoas que nos proporcionam ilusões nos fizeram um favor, nos presentearam com a possibilidade de querer buscar a realidade, mesmo diante de uma ilusão. Claro que estou dizendo isto num contexto positivista, mas se nos colocamos desta forma, já damos um passo adiante, que é o de não viver sob o desejo de penalizar ou culpar quem nos ilude, coisa que para muitos é um grande atraso de vida.

ilusão lado bomSem contar que muitas ilusões nós mesmos é que criamos. Muitas delas, baseadas em nossas expectativas furadas e geradas com base em nossas vontades e não nos sinais da pessoa, que muitas vezes nos recusamos a reconhecer/ler.

Tenho uma frase de autoria própria que gosto muito de repetir:

Nenhum homem é capaz de iludir uma mulher mais do que ela mesma se permite iludir.”

No fim das contas, muitas vezes nos agarramos tanto ao lado negativo das coisas, buscamos tanto culpar alguém que acabamos não pensando no que nos trouxe de bom, no que pudemos aprender e no quanto aquilo pode nos enriquecer para as experiência reais.

Talvez, no fundo, as ilusões sejam os “treinos” para lidarmos melhor com situações reais e nós estejamos sempre desesperados para ir direto para “a grande apresentação final”, as situações reais, sem aproveitarmos dessas oportunidades de “treinar” antes.

Mas, como eu disse no começo, esta é mais uma reflexão particular do que uma postagem do blog propriamente…

Romântica, mas de um jeito nada romântico. Escrever é como construir uma colcha de retalhos: vou juntando pedaços de histórias, sentimentos e pensamentos meus, seus, de outras pessoas. E a cada vez que você me lê, me cita e me compartilha, enche meu coração de alegria e mostra para alguém um pouco mais de você, de mim e, claro, dela mesma.

Amo escrever, mas amo mais ainda ser lida. ♥

Mãe de Adolescente

Comentários

comentários

Comments are closed.