Independência

0

Você me encheu de promessas e eu acreditei. Qualquer pessoa loucamente apaixonada acredita em palavras. Só que palavras podem ser ditas a todo tempo, porém isso não quer dizer que serão realizadas.

Quando se está frágil, as palavras parecem mais do que promessas, parecem ficar gravadas na nossa mente, como se todas elas fossem obrigadas a se realizar, mas aprendi que não são. Eu estava frágil naquela época, você parecia que tinha percebido isso ou talvez não tenha percebido.

Você me encantou com seus dizeres e nossa amizade passou a ser mais que isso. Parecia que você estava apaixonado e eu definitivamente estava. Nossos desejos eram iguais, queríamos um ao outro, apesar de todas as circunstâncias. A nossa história estava dando um start e aquela expectativa nos consumia dia após dia.

Naquela noite em que saímos parecia que a intensidade estava tomando seu ponto ali. Eram poucas conversas, muitos olhares e infinitos gestos de carinho. Eu estava totalmente nervosa com sua presença, parecia uma garotinha do ensino fundamental apaixonada pela primeira vez.

Você percebeu como eu estava, pegou a minha mão como se dissesse “fique tranquila, estou aqui!” E eu fiquei segura, estava com o amor da minha vida, estava confiando que no final tudo daria certo. Rimos, conversamos e nos divertimos, foi tudo tão perfeito.

Mesmo aquela noite sendo tão fria, passou a ser para mim a resposta mais do que nítida de que eu queria você, que tudo estava valendo a pena. E eu te entreguei todas as chances de um começo de verdade para nós.

Depois daquele simples encontro, fiquei a sua espera por meses. Fiquei esperando o seu telefonema dizendo que ficaríamos juntos de fato, mas não o recebi. Recebi apenas vacos, gelos e mensagens sem respostas (até hoje não entendi o porquê de tudo aquilo). Estava numa fase tão ingrata da minha vida e você fez com que ficasse tão esperançosa e ao mesmo tempo fez toda aquela ilusão se destruir ficando em cima do muro. Você me prometeu que estaria lá me apoiando e não foi assim. Você me procurou, me quis por perto até conseguir o que você queria de verdade: uma babaca para estar disponível para você. Confesso, fui uma babaca! Fui correndo para os seus braços, como se você fosse o meu único refúgio, era uma dor insuportável que estava vivendo na minha vida, e acreditei que você iria curar todas as minhas feridas. Onde é que eu estava com a cabeça? Estava totalmente domada pelas dores, que nem vi a gravidade da minha dependência em você.
Hoje foi a nossa despedida. Foi o meu escape de uma história que não tinha começo, meio e nem fim. Melhor que fosse assim, afinal ninguém merece ficar preso a algo que não seja verdadeiro, somente ilusório. Se for para nos prender, que seja por alguém que tenha a certeza do que quer, que não tenha medo de se entregar, e que não invente desculpas no final do dia. Não me imagino estar com alguém que nem saiba o que quer da vida, que fica em cima do muro e que invente milhares de promessas, sendo que palavras o vento leva. Gosto de intensidade no relacionamento, porque se não for para se entregar por inteiro, então que nem comece nada. Tá doendo com certeza não ter você aqui, mas hoje eu sei que mais do que amor, eu estava dependente de você. E hoje eu sei que se for para amar alguém, que seja primeiramente eu. Se for para ter migalhas, melhor ficar sozinha, afinal amor foi feito para ser desfrutados por duas pessoas e não por uma só. Independência de você, agora é um novo recomeço.

Nascida em São Paulo (SP). É publicitária e ama escrever. Suas outras paixões são a música e pilates. Romântica desde sempre, acredita que o amor verdadeiro ainda existe e que o dia pode ser melhor se você acordar e abrir um sorriso.
Mãe de Adolescente

Comentários

comentários

Comments are closed.