Se eu não tivesse você…

0
Mãe de Adolescente

Se eu não tivesse você, minha vida seria bem diferente…

Para ler este texto, recomendo que ouça a música que elegi como sendo a minha música e do meu mozão: If I didn’t have You – Tim Minchin

se eu não tivesse você

Se eu não tivesse você, provavelmente eu teria outra pessoa por quem eu sentiria profundo amor. Por quem eu dedicaria meus dias e minha cumplicidade, assim como faço com você.

Se eu não tivesse você, de certo, eu seria tão feliz quanto sou hoje, mas de uma maneira diferente, porque haveriam motivos diferentes para eu me sentir satisfeita.

Se eu não tivesse você, é óbvio que não teria a mesma rotina que temos, mas talvez fosse até melhor. Por que não?

Eu poderia ter me casado com um sheik árabe, dono de uma ilha paradisíaca e ter um spá só meu. Poderia estar vivendo num país de primeiro mundo sem saber nada sobre a crise que assola o Brasil.

Ou poderia estar vivendo nas ruas, comendo o pão velho que jogaram no lixo, talvez?

Se eu não tivesse você, eu não estaria perdida e minha vida teria outro sentido. Talvez eu nem fosse tão feliz assim, porque tivesse me casado com alguém que me batesse ou que me proibisse de usar redes sociais.

Se eu não tivesse você, minha vida seria estranha? Não sei. Mas talvez fosse! Ou talvez ela seja estranha agora que eu tenho você, mas eu nem perceba o quão estranha ela é.

Se eu não tivesse você, eu não teria que acordar cedo todos os dias para te dar cafuné, mas talvez tivesse que acordar mais cedo ainda para dar de mamar a filhos quinquagêmeos famintos.

Se eu não tivesse você, talvez eu nunca tivesse percebido o quanto você é importante para mim, portanto você não teria a menor importância.

Se eu não tivesse você, talvez eu estivesse sofrendo agora sua falta ou tivesse superado isso em braços mais fortes que os seus. Por que não?

Mas eu tenho você e é isso que importa! Que a minha vida é tão boa tendo você que nada do que pudesse ser de diferente eu mudaria, mesmo que fosse o caso lá do sheik árabe dono de uma ilha.

Pra que eu iria querer uma ilha se posso ter você comigo? Sinceramente? Que bom que tenho você! Que bom que não tenho uma ilha. Não! A ilha, seria legal. Com você, vai?

Mas o que quero dizer, é que eu sou feliz e satisfeita em ter você, mas se não tivesse também encontraria um jeito de estar feliz e satisfeita, o que não diminui o fato de que você me faz bem e feliz e de que eu te amo intensamente, porque se eu não tivesse você essa não seria minha vida, mas essa é a vida que tenho e nela tenho você!

Te amo!

Romântica, mas de um jeito nada romântico. Escrever é como construir uma colcha de retalhos: vou juntando pedaços de histórias, sentimentos e pensamentos meus, seus, de outras pessoas. E a cada vez que você me lê, me cita e me compartilha, enche meu coração de alegria e mostra para alguém um pouco mais de você, de mim e, claro, dela mesma.

Amo escrever, mas amo mais ainda ser lida. ♥

Comentários

comentários

Comments are closed.