Você evita se envolver, mas já está envolvido

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Você evita se envolver, reluta em entregar e sentir como quem foge de uma doença contagiosa.

Queria continuar só, mas tendo sempre companhia, cada dia uma diferente. Corria de um abraço para outro, apenas para garantir que não gostasse demais de algum deles.

Mas foi no meu abraço que você fechou os olhos e foi aqui que você adormeceu. E quando acordou, saiu apressado pegando as peças de roupa espalhadas pelo quarto. Você evita se envolver, reluta em entregar e sentir como quem foge de uma doença contagiosa.

Tarde demais, pois você já era portador do doce veneno do amor. Sem perceber, sorria sozinho enquanto voltava para casa e lembrava de quando te fiz cafuné e de como prestei atenção quando você falava de Star Wars.

O seu café já não tinha o mesmo sabor. Agora ele tinha sabor de saudade, pois te lembrou quando te servi um café após o jantar, te olhando e abaixo-me maliciosamente para te mostrar meu decote.

Você relaxou e se lembrou das vezes que chegou a se sentir quase assim com outras pessoas, mas aí tomou um bom banho e se arrumou para uma outra noitada e passou. Era só esperar o banho e a noitada. Ia passar!

E veio o banho, a noitada e tudo o que você desejava era que eu estivesse lá, casualmente. Todas vinham até você, sorrindo sensualmente e você apenas pensava: “Bem que podia ser ela”. Sua noite acabou mais cedo, pois não era ali que você queria estar.

De volta para casa, você se deitou em sua cama e, num misto de ansiedade e saudade, você só conseguia pensar em como fazer estar comigo.

Já não queria mais se livrar daquele sentimento, mas queria estar comigo, sentindo meu afago, meu cheiro, meu corpo.

E você se entregou…

evita-se-envolver

No meio da madrugada estava você lá, lindo e envergonhado, na porta da minha casa pedindo para entrar.

Sem dizer mais nada, abri a porta da minha casa, do meu coração, da minha vida e te convidei para entrar, para sentir-se a vontade, para ficar.

E desde então estamos assim: você e eu, felizes e sem pensar em como teria sido se não tivesse sido assim, porque mesmo sem saber, sempre quisemos que assim fosse.

 

Comentários

comentários

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.