Suas mãos tocavam as minhas, aquele dia parecia um sonho real. E era real.

Mesmo em meio as certezas que eu já sabia, naquele dia pude constatar o sentimento que estava guardado há dois anos dentro de mim. Minhas mãos eram geladas como de alguém que estava totalmente desconcertada.

Sua mão pegou a minha, os seus braços entrelaçaram na minha cintura e finalmente rolou o olho no olho tão esperado. Nossos lábios se pediam desesperadamente, nossos olhos se encontravam e os nossos batimentos cardíacos eram mais rápidos, chegando a ser incontáveis. E eu desviava quase não resistindo ao seu encanto.

Por um minuto eu aproveitei cada detalhe tão esperado. Me perdi no seu abraço, no seu afago, no seu carinho, no seu cheiro, que até esqueci que estava em plena realidade. E você me fazia sonhar e querer cada dia mais você, estar com você, experimentar cada sensação que era sermos nós.

Aquilo foi melhor que qualquer suposição imaginada. Era uma mistura de paz e amor, que só me fazia acreditar que tudo realmente valia a pena.

Comentários

comentários

About Author

Nascida em São Paulo (SP). É publicitária e ama escrever. Suas outras paixões são a música e pilates. Romântica desde sempre, acredita que o amor verdadeiro ainda existe e que o dia pode ser melhor se você acordar e abrir um sorriso.

Comments are closed.