O assunto de hoje é algo comum à toda e qualquer mulher: Homem insistente e que não entende sutilezas!

homem insistente

Alguns caras vão alegar o famoso: “Ah, mas tem mulher que não decide, tem até as que dizem “não” por puro charme, por isso a gente sempre insiste em todas”.

Caras, olha só: existe mesmo esse grupo de mulheres retardadas que fazem charme eterno, que dizem “não” só pra valorizar o passe. É verdade.

Mas, na boa? Vamos presumir que você seja um cara dotado de um mínimo de inteligência suficiente para ser considerado humano e, portanto, capaz de entender que: “Se várias mulheres são de X jeito, não significa que todas sejam” e que “você é capaz de perceber quando as coisas não estão boas pro seu lado, meu amigo, mesmo que a pessoa não precise ser direta e grossa com você”.

Sério! A pior merda da vida é quando estamos querendo ser educadas e até achamos o cara “legalzinho” para um “Oi, tudo bem? Ah, legal. Abraços” e o cara acha que estamos dando abertura.

Ou nem acha isso, mas acha que se insistir mais terá a oportunidade.

E, aí ficamos naquele dilema: Um puta clima chato, onde tentamos não ser rudes, mas o cara fica pesando e se somos diretas e falamos: “Cara, na boa, não rola”, ele ainda dá uma de doido e diz que nós que entendemos errado.

Ontem mesmo passei por isso e vi que nem sou tão bem resolvida assim, porque isso me perturba muito!

O cara me segurou na sala dele com papos nada a ver, mas que quando eu tentava me despedir ele tentava continuar a conversa, puxando assuntos de trabalho e, de repente, do nada ele me pede um contato (sendo que ele mesmo que criou meu email na @empresaqueprestamosserviço).

“Cara, mas você tem meu email profissional!”, pensei. Mas não falei. Fui mais sutil…

“Meu email é [email protected]ço.com.br” e ele A-NO-TOU (mesmo já tendo meu email de cor) o email e soltou um: “Ah, qualquer coisa também estou lá no Facebook da empresa, aí se precisar fazermos algum tipo de contato ou se você precisar do contato dos meninos (referindo-se a um grupo parceiro que trabalho diretamente)…”

homem insistenteE eu, já mais incisiva, mas ainda tentando manter a delicadeza: “Mas eu já tenho contato direto com eles. Fique tranquilo! Qualquer coisa que precisar falar comigo, mande-me email.”

E saí de lá inconformada com a insistência. Morro de medo de acabar tendo uma síncope qualquer hora que ele voltar a insistir desta forma.

 

E tenho certeza – mas é certeza mesmo, que se eu falar algo para ele na boa, tipo: “Fulano, desculpe ser tão direta, mas odeio você insistindo, tentando criar situações, forçando assuntos que não temos e que não tenho interesse algum em manter…”, ele vai dar uma de injustiçadão, de “Ai, mas você entendeu errado.”.

homem insistenteNão, eu não entendi errado! A primeira vez dei a chance desta dúvida, mas agora isso sempre se repete e estou à beira de surtar.

Então homens, por favor, sejam mais atentos e evitem esse tipo de situação porque é um sentimento que ninguém quer e pensem que toda mulher já passou por isso: sua mãe, irmãs, filhas…

Resumindo: Homens, não façam mais isso, ok? Até porque, se a mina for daquele grupo que você citou (das que dizem “não” querendo dizer “sim”) é excelente que ela aprenda que isso ruim para ela e para as demais, então deixa ela ver que o “não” foi entendido como “não” para ver se ela não muda?

Obrigada, de nada.

(Publicado originalmente em 2 de agosto de 2015 às 22:20:03)

Comentários

comentários

About Author

Romântica, mas de um jeito nada romântico. Escrever é como construir uma colcha de retalhos: vou juntando pedaços de histórias, sentimentos e pensamentos meus, seus, de outras pessoas. E a cada vez que você me lê, me cita e me compartilha, enche meu coração de alegria e mostra para alguém um pouco mais de você, de mim e, claro, dela mesma. Amo escrever, mas amo mais ainda ser lida. ♥

1 comentário

  1. Pingback: O mundo das máscaras | Fat's Memories