Sou de pegação, mas também sou de apegos

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Sou menina faceira, daquelas que qualquer paixão me diverte. Gosto de aventuras, de experimentar. Sejam lugares, sabores e amores, estou sempre disposta. Desde que me apeteça, claro!

Tenho um sorriso maroto e sou amiga de um jeito peculiar: te observo de longe, torço por ti, estou lá quando você precisar. E quando não precisa, estou aqui, ali, longe, perto. Cada hora em um lugar.

Já fui famosa várias vezes.  No bairro, quando levava fama de “galinha”. Na TV, quando fiz parte de um reality. Na internet, quando criei polêmica. Na vida, quando conto como sou tão diferente, sem deixar de ser humana.

analice 04

Sou de pegação, mas também sou de apegos. Cada beijo, uma paixão, mas também uma nova esperança de amores longos, pra vida toda, por que não? Enquanto não dá, vou amando um pouco, um pouco lá. Porque o que não sei é viver sem amar.

Ah, se as pessoas soubessem o que tenho em mim… Esse turbilhão de vontades, de fazer tudo, de ser tantas coisas e de, ao mesmo tempo, só querer ficar deitada numa rede, aconchegada com minha mãe… Porque sou tão assim? Não sei! Só sei que sou e gosto.

Meus vestidos curtos escondem as minhas longas noites sem dormir, pensando “Onde errei?”. E são a antítese do cumprimento de meus mais íntimos anseios de menina.

Se quero casar? Quero. Se não der, tudo bem. Não porque eu não queira ser de ninguém, porque já sou de mim mesma, mas porque não sei se quero mesmo abrir mão do que tenho hoje, que são essas asas abertas e prontas para voar. Mas uma hora posso querer um ninho, sim. Só não vamos também chegar ao ponto de achar que quero procriar…rs

Sou tão cheia de crises e tormentas com meus pensares, sentires e fazeres. Sempre sei o que devo fazer, mas nem sempre sinto o que deveria sentir ou penso o que deveria pensar. Essas dúvidas alimentam meu mundo, pois são elas os combustíveis para eu nunca parar de sonhar.

Sabe? Sou menina faceira, sim, e esse é só um lado meu de tantos que tenho e que cada dia descubro mais e gosto, porque percebo ser muito mais do que sempre pensei.

(Este texto escrevi pensando em uma grande amiga que amo de paixão, justamente por cada detalhe relatado aqui)

Comentários

comentários

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.